Banda Larga Popular

Você acredita que os serviços de internet que existem atualmente são muito caros para você? Bom, tenho uma ótima noticia! Existe um programa de icentivo do governo para aumentar a interação digital entre as pessoas, e fazer com que todos os cidadãos brasileiros possam ter acesso a internet.

Banda Larga Popular

Neste artigo, eu vou apresentar para você a Banda Larga Popular, um serviço que tem como objetivo principal disponibilizar internet por um valor acessível para a parcela da população que não tem uma boa renda mensal. Com essa praticidade, muitas pessoas estão conseguindo usufruir do que a internet tem de melhor para oferecer.

Afinal, apesar de algumas pensarem que esse tipo de serviço não é algo que vale a pena investir, elas estão muito erradas! Nos dias de hoje, ninguém consegue viver sem internet. Você precisa dela para absolutamente tudo, para trabalhar, para marcar a sua consulta médica, para procurar emprego, para resolver questões legais, ou seja, a internet acaba saindo como um benefício essencial para a população nacional.

 

Como funciona a banda larga popular?

Devido ao nome, e a afiliação do serviço com o governo nacional, muitas pessoas podem conter algumas dúvidas com relação a como funciona esse produto, por isso, eu juntei aqui as principais delas para que você possa entender melhor sobre o assunto.

A banda largar popular é gratuita?

Apesar de ter um nome inclusivo que deixa isso subentendido, a banda larga popular não é um serviço gratuito. Na realidade, a intenção do programa é oferecer para os clientes um preço mais acessível visando a inclusão social com a internet, podendo apresentar para a população um serviço de qualidade, afinal, serviços gratuitos não podem ser mantidos por muito tempo.

As velocidades que são oferecidas pelos planos disponíveis não são as mais altas, porém, podem ser muito úteis para quem está interessado em navegar na internet, mandar e-mails, ver vídeos coisas mais básicas.

 

A banda larga popular é do governo?

A Banda Larga Popular não é governamental.  E você poderá adquirir a banda larga nas operadoras mesmo, da mesma forma que você contrataria outros planos. Não se trata de uma conexão oferecida pelo estado, mas sim um pacote de internet que contém preços mais acessíveis para que você possa ter uma internet mais em conta.

Não é necessário comprovar a sua renda para que você possa contratar a banda larga popular. A ideia do serviço é a de simplesmente oferecer uma oportunidade de acesso para quem não tem condições de contratar um serviço veloz por exemplo.

Para saber se a região que você se encontra atualmente pode atender esse plano de internet, basta que você entre em contato com a operadora escolhida, e pergunte para eles se de fato a sua região receba a cobertura da banda larga popular.

Qual é a velocidade da Banda Larga Popular?

O programa oferece para os cidadãos brasileiros algumas opções de pacotes que podem ser utilizadas, que no caso, seriam essas abaixo:

  • 1 mega de velocidade;
  • 1,5 mega de velocidade;
  • 2 mega de velocidade.

 

Esses preços foram regulamentados pelo governo brasileiro, ou seja, não importa a operadora que você escolher, os valores que deveram ser oferecidos a você são esses acima.

Como adquirir a Banda Larga Popular?

Para saber se o serviço é oferecido na sua região é muito simples, basta que você acesse o site da operado escolhida por você, e em seguida, é só pesquisar para saber se a região que você encontra tem cobertura para o serviço que você deseja.

Nem sempre será possível encontrar uma operadora que oferece o serviço na sua região, nesse caso, a melhor opção seria se planejar para poder adquirir um serviço de internet mais em conta, porém, não tanto quanto a Banda Larga Popular.

No caso da Vivo, apesar de você receber o moldem Wifi de graça, existe uma franquia que a operadora oferece, que no caso, é de 10 GB por mês. Após ultrapassar essa cota, a sua internet irá perder velocidade, sendo reduzida para 100 kbps.

Essas foram as dicas que eu tinha para você com relação a Banda Larga Popular. Agora, basta acessar o site da operado que mais lhe agrada para saber se o serviço se encontra disponível na sua região.

IPVA: O QUE É O IPVA E PORQUE VOCÊ DEVE MANTÊ-LO EM DIA?

O IPVA é a sigla do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Trata-se de um imposto que deve ser pago por todos os proprietários de veículos, todos os anos.

A taxa é cobrada no início do ano. Pode ser paga pelo contribuinte à vista (com desconto) ou parcelada em 3 vezes (sem desconto).

O valor arrecado com os pagamentos do IPVA são repassados para estados e municípios.  A quantia deve ser investida por esses poderes públicos em melhorias de serviços públicos para a população.

É de extrema importância que o dono de um automotor mantenha o pagamento da taxa em dia. Caso contrário, ele pode se prejudicar.

O que pode acontecer se o valor desse imposto não for pago

Como mencionamos, o proprietário que não mantém em dia o pagamento desse imposto, referente ao veículo, está sujeito a penalidades, como:

  • Ter os seus dados inseridos nos Órgãos de Proteção ao Crédito, como o Serasa e o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) – o que atrapalha muito a vida financeira de uma pessoa,
  • Ser incluso na dívida ativa da União,
  • Se for parado em uma inspeção policial, o automotor com o imposto não pago pode ser aprendido, ou seja, você fica sem o seu veículo,
  • Para reaver o bem, o proprietário terá de pagar a dívida crescida de multas e juros diários, além de arcar com as diárias referentes aos dias que o veículo aprendido permaneceu no pátio do Detran (Departamento de Trânsito) – o sai bem mais caro do que pagar o IPVA em dia.

Como consultar se devo IPVA?

O contribuinte pode consultar facilmente se deve o imposto pela internet. A pesquisa pode ser feita em sites, como o da Secretaria Municipal da Fazenda, onde o automotor está licenciado, ou em links como o  www.ipva2018.com.br.

Para consultar o IPVA, geralmente, esses tipos de sites pedem o número da placa do veículo e o número do Renavam – que costuma constar no documento do automotor, no campo superior direito.

Assim, é possível saber qual (s) o ano em que a taxa do seu veículo não foi paga. E não se esqueça de imprimir o boleto para pagamento e acertar o https://ipva2018.com.br/– para evitar os transtornos citados no item anterior.

Quanto é esse imposto?

O valor do imposto varia de acordo com o estado e, em geral, costuma ficar entre 2,8% a 4% do valor venal do veículo – conforme o indicado pela Tabela Fipe.

Por exemplo, o valor venal do seu automotor é de R$ 40 mil e a taxa do IPVA em seu estado é de 4%. Você terá de pagar, então, o imposto no valor de R$ 1.600,00.

Quais são os encargos para o imposto atrasado?

Segundo o Detran, normalmente, sob o valor normal do IPVA são cobradas taxas por atraso que correspondem a acréscimos de cerca de 0,33% por cada dia de atraso. Além disso, são cobrados juros de mora diários, que são calculados com base no valor da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) do dia do pagamento.

Mantenha o imposto sempre em dia!

Como você pode perceber, não vale a pena atrasar esse imposto referente ao seu veículo. Isso porque, uma hora, você terá de acertar a dívida. E assim, esse valor em aberto saíra bem mais caro do que o preço normal do imposto.

Caso você esteja com dificuldades financeiras no início do ano, você pode pagar o imposto em 3 vezes. Ainda, em alguns municípios, já é aceito o pagamento da taxa via cartão de crédito.

Mantenha o seu pagamento em dia e a sua tranquilidade!

IPVA-O-que-é-e-porque-você-deve-mantê-lo-em-dia

Quais documentos necessários para acionar o Seguro DPVAT?

O DPVATSeguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, assegura vítimas de acidentes de trânsito, quando não existe apuração de culpa.

Quais documentos necessários para acionar o seguro dpvat

O que é o Seguro DPVAT?

O Seguro DPVAT, indeniza vítimas, sendo elas motoristas, passageiros ou pedestres que foram vítimas de acidentes de transito por via terrestre sendo que a indenização pode ser solicitada em três casos:

  • Morte;
  • Invalidez permanente;
  • Reembolso de despesas médicas e hospitalares;

O pagamento do Seguro DPVAT é obrigatório e está amparado pela Lei Nº 11.482 de 2007, e assegura vítimas de acidentes em todo o território nacional.

O pagamento do seguro é realizado juntamente com o pagamento anual do IPVA pelos proprietários de veículos automotores.

O valor fica retido em um fundo específico e é utilizado para cobrir danos a vítimas de acidentes de trânsito.

 

Como solicitar o Seguro DPVAT?

A seguradora responsável pelos pagamentos do Seguro DPVAT é a Seguradora Líder, assim para solicitar o valor da indenização a vítima ou familiar dever se dirigir a uma unidade da mesma para acionar seu direito.

Também é possível solicitar o seguro em uma agência dos correios.

A vítima também pode acionar o Seguro DPVAT judicialmente, porém neste caso o processo costuma ser demorado. Essa pode ser uma opção quando existir algum problema como o recebimento dos valores.

Quais documentos são necessário para se solicitar o Seguro DPVAT?

Para realizar a solicitação do pagamento do Seguro DPVAT, é necessário apresentar os seguintes documentos:

Para indenização em qualquer um dos caso:

  • RG, CPF e Comprovante de residência;
  • B.O – Boletim de ocorrência: Sob o qual o acidente foi registrado;
  • Extrato Bancário ou Cartão de Crédito: É necessário apresentar comprovante do banco em que possui conta ativa. Caso não tenha conta é necessário a abertura para receber o benefício.

Para indenização em caso de assistência médica:

  • Comprovantes das despesas médicas, sendo recibo ou nota fiscal;
  • Se em virtude do acidente você não pude trabalhar, é obrigatório apresentar laudo médico que ateste essa condição.

Para indenização em caso de morte:

  • Certidão de óbito da vítima;
  • Comprovante de parentesco (certidão de casamento, declarações de herança entre outros)

 

Outras considerações importantes referente ao Seguro DPVAT

Mesmo se o veículo envolvido no acidente não tiver estiver com o pagamento do Seguro DPVAT em dia, as vítimas tem direito a receber a indenização;

O pedido de indenização deve ser solicitado no prazo de até 03 anos da data do acidente.

Se a vítima do acidente tiver 16 anos ou menos, quem recebe o valor é o responsável legal.

Se a vítima do acidente for beneficiada com o seguro invalidez e falecer, os familiares tem direito a receber o valor da diferença dos valores.

E se a vítima tiver recebido valores por despesas médicas, estes valores não serão descontados em caso de indenização por invalidez ou morte.

Em caso de morte, onde a vítima já tiver recebido a indenização por invalidez, é importante ressaltar que esses benefícios não são cumulativos.

Se você foi vítima, ou teve algum familiar que sofreu um acidente de trânsito, vocês tem direito a receber a indenização do Seguro DPVAT, é um direito de todo cidadão brasileiro.

E se for proprietário de um veículo automotor, não esqueça de manter seu pagamento em dia, nunca se sabe quem será a próxima vítima do trânsito.